Erlichiose ou Erliquiose Canina

A Erlichiose Canina ou Doença do carrapato não ocorre apenas em regiões rurais e precisa ser tratada com urgência.

Artigo publicado por Maria nas categorias: Animais, Variedades

O que é a Erlichiose ou Erliquiose em Cães?

A chamada erliquiose ou erlichiose canina, nada mais é do que uma doença infecciosa que ataca os cães e é causada através de uma bactéria que pertence à família das chamadas Rickettsiaceae,. Este é um tipo de bactéria considerada um parasita intracelular obrigatório, que invade os glóbulos brancos dos cães sendo considerada como uma zoonose, ou seja, algo que pode ser transmitido de um animal para o homem.

Como é Transmitida?

A transmissão da doença acontece, principalmente, através da picada do carrapato que estiver Infectado com a bactéria em sua fase aguda de doença. A partir do momento que acontece a picada, os vetores biológicos podem transmitir outros parasitas, esta é a chamada doença do carrapato em cães.

Erlichiose em cães

A partir do momento que se encontra sinais clínicos da Erlichiose canina, ele se apresenta no organismo do cão, normalmente acontece um tipo de multiplicação desta bactéria nos órgãos de sistema mononuclear, como o fígado. Em seguida, começam a aparecer os sinais clínicos da Erlichiose canina existe a destruição das células-alvo periféricas, que poderá resultar em uma chamada trombocitopenia e leucopenia. Depois de sua fase aguda, existem altos índices de anticorpos. O desenvolvimento da doença acontece durante vários anos caso aconteça a imunossupressão de hospedeiros, ocorrendo com isto uma forma mais aguda da doença. A única forma de se prevenir a doença é através de um diagnóstico precoce da mesma e um tratamento preventivo.

Sintomas

Os sintomas ou sinais clínicos apresentados variam bastante de acordo com a fase em que se encontra, em sua fase aguda, os sintomas da Erlichiose canina são episódios de febre (39,5 a 41,5°C), momentos de anorexia, redução de peso, fraqueza, tremores musculares, além de insuficiência hepática e renal.

Tratamento

A melhor forma de combate à doença do carrapato em cães, a Erlichiose (Erliquiose) é, em casos mais graves, determinar um prognóstico através de um hemograma e a partir daí decidir os medicamentos. Devem ser consumidos diversos antibióticos, porém a droga mais utilizada é a doxiciclina. As doses normalmente devem variar de acordo com o que o animal estiver sentindo. Em raros casos é preciso que ocorra a transfusão sanguínea. Estes são os cuidados importantes para as profilaxias do agente transmissor da doença.

Prevenção

A prevenção normalmente é realizada através de um controle populacional de carrapatos, bem como dos animais no meio ambiente, produtos acaricidas também devem ser aplicados. Em alguns casos são utilizadas doses de doxiciclina por mais de uma geração dos carrapatos transmissores.

Para mais informações sobre a doença, assista ao vídeo abaixo:

Comente!




*Campos obrigatórios