Exames Ginecológicos

Os diversos exames solicitados pelo ginecologista são essenciais para a manutenção da saúde e do bem-estar da mulher.

Artigo publicado por Maria nas categorias: Bem-Estar, Mulher, Saúde

A saúde da mulher deve ser observada e cuidada sempre. Não basta cuidar da silhueta, tentar conseguir um rosto bonito e um corpo atraente, pois a beleza da mulher está diretamente relacionada com a sua saúde. Por isso, a visita a um ginecologista é recomendada para todas aquelas que já passaram pela primeira menstruação, ao menos uma vez por ano. E, além dessa visitar regular e anual, a consulta deve ser realizada quando qualquer alteração no seu corpo comprometa o seu conforto e bem-estar, causando dores, incômodos e outras consequências. Dessa forma, a mulher está sempre executando um cuidado no próprio corpo e evitando que qualquer problema venha a ser agravado.

exame

Muitas doenças podem aparecer e se desenvolver na região íntima da mulher, muitas vezes levando a problemas mais sérios que comprometem todo o corpo. Essas doenças aparecem principalmente porque essa região feminina é possui características que favorecem o crescimento de bactérias e fungos, que se proliferam e causam essas doenças. A mulher deve ter o costume de consultar e confiar no seu ginecologista, buscando orientação de cuidados e higiene a ser desenvolvidos todos os dias, a fim de prevenir o aparecimento de qualquer problema. A atenção constante com essa região é essencial para a confiança da mulher no próprio corpo, e por isso deve ser tão grande quanto a atenção feminina com estrias, celulites e outros problemas estéticos.

O exame ginecológico de rotina

O exame ginecológico básico realizado pelo médico é essencial para a detecção de problemas visíveis e sensíveis, e pode ser a observação direta e inicial de alguns problemas que possuem sintomas externos. Esse exame é constituído de três fases: a primeira é uma inspeção da genitália externa da mulher, também chamada de vulva, e deve ser minuciosa em todos os aspectos e partes para uma inspeção eficiente e útil para o próprio médico;

A segunda fase é um exame especular, que com a utilização do espéculo poderá realizar uma inspeção da vagina e do colo do útero, muito importante para o diagnóstico e detecção de qualquer problema nessas regiões; e o exame de toque bimanual, realizado com a introdução dos dedos indicador e médio pelo médico no canal vaginal e com o objetivo de identificar as diversas características do útero e do ovário femininos. Esses três exames iniciais são muito importantes e devem ser realizados de forma regular, com muita atenção e critério.

ginecologista

Outros exames importantes

Papanicolau

Esse exame é essencial e muito preciso para a detecção precoce de algumas doenças que possam se desenvolver na região dos úteros e ovários, como no caso de muitas infecções e indicações do útero de problemas mais específicos. É um dos exames mais conhecidos e faz parte dos exames de rotina da mulher.

Colposcopia

Esse exame consiste em uma observação direta do colo do útero, além de permitir a observação de diversas outras estruturas genitais e que podem apresentar alterações no caso de qualquer disfunção ou doença.

Ultrassonografia pélvica

Através de um exame mais detalhado, que é realizado com o poder do ultrassom, o médico consegue ter acesso a informações e características dos ovários e do útero que podem ajudar a detectar muitos tipos de doença de forma precoce, como o ovário policístico, útero aumentado, dor pélvica e muitos outros problemas.

Laparoscopia

É realizado através de um tubo fino com luz, que consegue iluminar os órgãos reprodutores femininos. É muito importante e umas das ferramentas modernas de diagnóstico mais esclarecedoras para o médico. Pode detectar doenças como a dor pélvica, a endometriose e até mesmo a gravidez ectópica.

Rastreamento infeccioso

Esse é um dos exames mais precisos, que é necessário e solicitado para a confirmação de diagnósticos ou para revelar problemas silenciosos. É feito através da análise do sangue da mulher, sendo a palavra final para a identificação de doenças como a sífilis, o HIV, a herpes e outros.

Comente!




*Campos obrigatórios