Remédios pra Emagrecer

Uso de medicação principalmente para emagrecer deve ser feita com acompanhamento médico

Artigo publicado por Maria nas categorias: Bem-Estar, Saúde

Na hora de perder peso, muitas mulheres buscam ajuda nos remédios para emagrecer. O perigo está no uso da droga sem prescrição médica.

Costumam ser remédios fortes que, em alguns casos, causam dependência, a maioria deles funciona como inibidor de apetite e faz com que a pessoa perca peso rápido. Um dos riscos é que ao parar de usar, a pessoa recupere todos os quilos que foram perdidos.

Na lista dos produtos para emagrecer mais usados estão a Anfetamina, Anorexígeno, Anfepramona, Acomplia, Cortislim / Relacore, Efedrina, Hoodia, Hydroxycut, Lorcaserina, Naltrexona + bupropiona, Stacker 2, Sibutramina, Propolene, Rimonabanto, Trimspa, Tesofensina, Victoza, Xenical, Zantrex-3.

Remédios para Emagrecer Rapidamente

Entenda um pouco do efeito de cada remédio para perder peso e como funcionam.

Remédios para Emagrecer

Anfetamina

Essa é uma droga proibida pela ANVISA, porém muitas pessoas fazem uso da mesma, ela tem a função estimulante e inibidora de apetite. Seu efeito consiste em acelerar o sistema nervoso central, o que aumenta a capacidade motora, causando diminuição do sono e aumento na intensidade das atividades comuns.

Um dos seus efeitos é a diminuição do apetite, chegando até a perda total da fome. Muitos caminhoneiros e estudantes utilizam para passar as noites em claro, e as pessoas acima do peso usam para ajudar a emagrecer. Entre os efeitos colaterais estão a sensação extrema de poder, o nervosismo, e a repetitividade comportamental. Além de acarretar na hiperatividade, febre, suor, visão turva, taquicardia, disfunção erétil, boca seca, pupilas dilatadas, tontura, tremor. Essa é uma droga perigosa que causa dependência química.

Anorexígeno

Esta é outra droga perigosa e proibida, seus efeitos são a inibição do apetite e chega a causar aversão à ingestão de alimentos, um dos sintomas da anorexia. Um espécie de anfetamina, ela entra na mesma classe do crack e da cocaína, e mesmo assim muitos a usam para perder peso. Ela age diretamente no sistema nervoso central e pode aumentar a liberação dos neurotransmissores como a dopamina e a noradrenalina, o que, como conseqüência deixa os usuários mais agitados, sem sono e sem apetite.
Entre os efeitos colaterais estão danos comprovados na válvula cardíaca após o uso constante, cefaléia, depressão nervosa, irritabilidade, tonturas, vômitos, Enjôo, sudorese, insônia, arritmia, calafrios, confusão mental, vômitos, hipertensão arterial entre outros. A interrupção dele causa a dependência química.

Anfepramona

Conhecido como um dos mais potentes remédios para perda de peso, chegou a ser vendido como tarja preta e está proibido no Brasil desde 2010. Ela traz resultados que chegam a ser animadores para quem busca emagrecer. Essa droga age atingindo os núcleos hipotalâmicos laterais inibindo assim o apetite dos usuários fazendo com que o emagrecimento seja mais rápido e eficaz.
Assim como outras drogas, ela causa dependência e seus efeitos colaterais são ansiedade, insônia, inquietação, irritabilidade, palpitações, tremores, sensação de aceleração motora, fala descontrolada, e taquicardia. O sono, a fadiga e a fome são minimizados no organismo do paciente que faz seu uso. Ela é contraindicada para pessoas com hipertensão moderada, arteriosclerose, hipersensibilidade a aminos simpatomiméticos.

Acomplia

Também chamada de pílula antibarriga, ela promete reduzir até 8 cm do abdômen em um período menor a um ano. Ele foi feito para ajudar pessoas que tenham gordura acumulada na região da barriga e não para as pessoas com excesso de peso. O público-alvo são pessoas com mais de 80 cm na região abdominal. Ela pode ser usada com prescrição médica.
Ela funciona da seguinte maneira: o rimonabanto seu principal ativo  diminui as substâncias endocanabinóides que são responsáveis também pelo apetite. Quando o objetivo é emagrecer, esse remédio pode ser um grande aliado. Seus efeitos coletarias costumam ser desagradáveis. Entres as reações observadas estão infecções respiratórias, náuseas, diarreia, vertigem, comichão, câimbras, manchas negras, fadiga, irritabilidade, distúrbios do sono, vômitos, entre outros.

Cortislim / Relacore

Não são medicamentos vendidos como pílula de emagrecimento, mas sim como redutores dos níveis do cortisol, também conhecidos como o hormônio do estresse. Acredita-se quem com a diminuição do estresse, a vontade de ingerir comida por conta disso diminua. Na sua bula, ela é descrita como medicamento natural, e algumas pessoas que fazem uso de remédios para emagrecer como a pílula da barriga, usam-na para diminuir as tensões.

Efedrina

Essa é uma substância química que pode ser encontrada em plantas efedráceas (espécies de arbustos), normalmente, é usada de forma injetável, suas substancias são similares à anfetamina. Seus uso foi proibido devido a dependência química e efeitos colaterais que causa. Muitos medicamento feitos para emagrecer utilizavam este componente em sua composição.
Ela funciona acelerando o metabolismo facilitando a queima de gordura através da produção de calor, e a atuação no sistema nervoso central. Normalmente, os medicamentos com a substância, possuem de 15 a 25 mg da droga e alguns dos mais conhecidos são o Marax, que possui 25 mg, e o Franol com 15mg.

Hoodia

Um moderador de apetite feito a partir dessa planta pertencente à família Apocynaceae, a partir dela, a substancia P57 foi isolada, sendo assim usada como remédio para emagrecer que inibe o apetite e é 100% natural. Considerado um dos melhores remédios para emagrecer do mercado, ela funciona com uma denominada célula do milagre, que atua no cérebro e manda informações dizendo que não é preciso ingerir a quantidade de comida habitual. Como não possui um registro como medicamento em nenhum país, a ANVISA proibiu sua venda, alegando o remédio não assegura sua eficácia.

Hydroxycut

Conhecido também como T hydroxycu, este é um suplemento dietético que se baseia na mistura de plantas, minerais e outras substancias que têm o objetivo de queimar gordura. Esse remédio é muito conhecido por fisiculturistas e atletas, ele queima gorduras através de um gene com efeito térmico. Ele não é um inibidor de apetite e funciona quando aliado a exercícios físicos. Entre os efeitos colaterais estão danos ao fígado, fadiga excessiva, dor abdominal, perda de apetite, coceira, urina marrom, náuseas, vômitos, fezes de cor clara, lesões hepáticas e icterícia, além de convulsões, desordens cardiovasculares, danos musculares entre outros.

Lorcaserina

Esse remédio tem o objetivo de auxiliar pacientes com excesso de peso, tem propriedade serotoninérgicas, e atua como um anorexígeno. Ele faz um processo seletivo do receptor de serotonina, que interfere diretamente no cérebro controlando o apetite e a aceleração do metabolismo. Ele ativa o sistema nervoso central, e promete grandes resultados em poucas semanas. Seus efeitos colaterais são leves, como dor de cabeça, deve ser usado com indicação médica pois possui algumas contra-indicações. Em 2010, pesquisas em ratos de laboratório associaram o desenvolvimento de câncer aos usuários da substância.

Naltrexona + bupropiona

Este remédio é um ansiolítico que ajuda no combate à obesidade, e não se trata de um emagrecedor. Seu elemento bupropiona atua na inibição da recaptação de dopamina e norepinefrina aprovada no tratamento contra depressão. Seu outro elemento, a Naltrexona bloqueia os efeitos subjetivos dos opióides nas situações de uso crônico. Juntos, atuam na estimulação da endorfina que inibe o apetite levando assim a pessoa à redução de peso. Seu uso deve ser prescrito por um médico.

Stacker 2

Esse fármaco é muito utilizado por fisioculturistas e tem a função de queimar gorduras corpóreas agindo como um termogênico. Seu uso deve ser feito aliado a exercícios físicos, e é usado cumulado geralmente com a ingestão de cloridrato de efedrina, aspirina e cafeína que auxilia no aumento da energia para maximização dos exercícios físicos. A recomendação é usar uma cápsula antes de cada refeição principal diariamente. Para o remédio fazer efeito, é preciso aliar com uma boa alimentação e exercícios físicos, somente a sua ingestão não traz resultados. Até o momento, não foram observados efeitos colaterais.

Sibutramina

Talvez um dos mais conhecidos entre aqueles que buscam emagrecer, a Sibutramina é um remédio classificado como tarja preta vendido sob receituário azul. Conhecido por ter efeito de emagrecer rapidamente, este remédio trabalha como um moderador de apetite fazendo a chamada recaptação da serotonina e norepinefrina, que significa que ele faz com que a pessoa sinta menos apetite assim consumindo menos calorias. Fabricado para ser um antidepressivo, sua capacidade de inibição do apetite mudou sua função. Já teve os nomes de Meridia e Reductil.

Propolene

Um dos mais usados como emagrecedor, é composto por propol, gelatin, stearic acid, microcrystalline cellulose, magnesium stearate e pelo princípio ativo, o glucomannan. Este último item, causa a sensação em quem usa de estar com o estômago cheio mesmo sem se alimentar. Trata-se de um produto natural para emagrecer que contém vitaminas, minerais, aminoácidos, extratos vegetais. Não foram observados efeitos colaterais, ele ainda pode fazer alguns benefícios para a saúde.

Rimonabanto

Este remédio auxilia no processo de emagrecimento. Dentro da sua composição possui substâncias que agem bloqueando o sistema responsável pela estimulação do apetite chamado endocanabinóides (receptores de CB1). Esse sistema tem a função de acumular os alimentos em forma de gordura como uma reserva de emergência. Essa medicação é contra-indicada para pessoas que tiveram ou têm depressão, um dos efeitos colaterais é piorar este quadro. Seu uso é restrito a orientação médica e pode ser encontrado como Acomplia e Redufaste. Pode causar outros efeitos colaterais sérios, por isso é preciso orientação médica.

Trimspa

Este é um inibidor de apetite indicado principalmente para tratamento de obesidade. Fora o inibidor de apetite, ele traz alguns elementos que funcionam como acelerador do metabolismo, leva em sua composição o Hoodia gordoni. Pode causar alteração na pressão arterial, irritabilidade e outros efeitos, seu uso deve ser feito com acompanhamento médico pois contém algumas contra-indicações como para pacientes cardíacos ou com problemas no fígado.

Tesofensina

Assim como a sibutramina, possui grande efeito de emagrecimento, seu uso deve ser feito com prescrição médica. Ela inibe a recaptação de serotonina, noradrenalina e dopamina, assim ela se torna outro regulador de apetite. Foi inventado inicialmente para tratamento de Alzheimer e Parkinson, seus efeitos colaterais são boca seca, náusea, insônia e aumento da pressão arterial. Seu uso deve ser feito com prescrição e acompanhamento médico.

Victoza

Esse remédio é injetável e tem sido empregado no tratamento de diabetes do tipo 2. Composto por liraglutida, se mostrou um ótimo emagrecedor e tem sido receitado pelos médicos. A liraglutida imita o hormônio GLP-1, que naturalmente regula a sensação de ansiedade, uma das causadoras do excesso de ingestão de comida. Ele faz a digestão ficar mais lenta e a pessoa demora a sentir fome. A injeção é feita por uma caneta subcutânea sendo aplicada pelo próprio paciente nas regiões da coxa, barriga ou no braço. Seu uso deve ser feito com prescrição médica, o efeito colateral pode ser náuseas e dores de cabeça.

Xenical

Esse medicamento é indicado para pacientes com obesidade, Ele age bloqueando a absorção de 30% das gorduras ingeridas, inibindo através da enzima lipase, responsável pela digestão das gorduras. Atua no intestino e não no sistema nervoso como a maioria dos remédios para emagrecer. O paciente não perde a fome, não cria dependência, e não transforma 30% daquilo que ingere em gordura. Dentro dos seus efeitos colaterais, o mais forte é a diarreia, uma vez que a gordura passa pelo intestino e não é absorvida. Também causa na queda nos níveis de vitaminas A,D,E e K, seu uso não deve ser feito sem acompanhamento médico.

Zantrex-3

Esse emagrecedor está na lista dos mais utilizados, ele entra na linha dos termogênicos. Ou seja, age na queimação de gorduras, estimulando a lipólise (liberação de gordura das células maduras) e inibe a atividade da fosfodiesterase fazendo a perda da gordura corporal. Seu uso deve ser aliadoa exercícios físicos para trazer resultados. Seu uso não pode exceder quatro cápsulas diárias seguindo as instruções da embalagem.

Para mais informações sobre remédios que auxiliam na perda de peso, assista a este vídeo:

Comente!




*Campos obrigatórios